sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Laranja, Branco e Preto, as cores do REP (Ritmo e Poesia)


Com trutas e novos sons, Racionais MC's encerram o VMB 2012





Protocolo extrapolado, quase uma hora de show, sete músicas no setlist - entre elas três novas que ainda não entraram na discografia -, mil trutas no palco e um troféu do VMB na mão. ‘Pesadão, boladão’, o novo jargão adotado pelo Racionais MC’s, teve o seu sentido mais do que inaugurado no show histórico que o maior grupo de rap do país fez na noite desta quinta-feira (20) como encerramento do VMB 2012.
Mano Brown, KL Jay, Ice Blue e Edi Rock vêm, há anos, deixando claro em seus shows que não apenas de quatro homens se faz um Racionais MC’s. 

Com as cores laranja, branca e preta, Racionais MC's da show no palco do VMB 2012.Participações de parceiros do rap nacional são recorrentes no shows do grupo, e no encerramento do maior prêmio da música brasileira, não poderia ser diferente. "É uma família, e isso é transparente, dá pra ver”, afirmou Edi Rock, durante os ensaios ao longo da semana.
Em meio a bandeirões da 'Vila Fundão', motos potentes, três DJs, Dexter, Seu Jorge, Helião e DJ Cia (RZO), Negreta e Du Bronk’s (Rosana Bronk's), entre dezenas de parceiros angariados do Capão Redondo, Zona Sul de São Paulo, complementaram o coro do maior VMB de todos os tempos num repertório que teve o seu auge em clássicos como ‘Negro Drama’ e ‘Eu Sou 157’. 
Seguindo o modelo praticado por artistas em premiações musicais do exterior, o grupo optou por olhar para o futuro e apresentou um repertório focado em novas composições que ainda não entraram na discografia, a começar por ‘Cores e Valores’ na abertura.

Racionais MC's no palco do VMB 2012 / Argosfoto
'Eu Sou 157' veio em seguida, foi bem recebida pelo público e deu início a uma sequência de agradar do novo ao mais velho simpatizante do hip hop. 'Negro Drama' - o 'hino do negro brasileiro', segundo Seu Jorge - formou o primeiro grande coro da pista do VMB. A empolgação no antigo hit se seguiu no mais novo deles, 'Mil Faces de Um Homem Leal' (Marighella), que já havia sido premiado com 'Clipe do Ano' e propiciou uma bela cena com todo o público de punho em riste.
Entre as muitas surpresas prometidas pelo Racionais, a mais celebrada da noite foi a entrada de Seu Jorge no palco para cantar o hit composto com Edi Rock, 'That's My Way'. A segunda, de forte apelo visual, foi o encerramento com 'Da Ponte pra Cá’, faixa do último disco do Racionais, ‘Nada Como Um Dia Após o Outro Dia’ (2002), acompanhada por um time de b-boys fantasiados de Coringa.

Seu Jorge e Edi Rock no VMB 2012 / Marcos Issa/Argosfoto
Fechando o repertório sem passar pelo aclamado álbum 'Sobrevivendo no Inferno', a base pesada de 'Da Ponte Pra Cá' incluiu linhas tortas e subgraves, e se estendeu por alguns minutos com grande intensidade, marcando, assim, o encerramento do VMB da cultura de rua, o maior Video Music Brasil de todos os tempos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário